Você está aqui: Página Inicial > Ensino > Comissão Disciplinar

Comissão Disciplinar

por Comunicação Betim publicado 10/06/2016 14h20, última modificação 19/08/2016 09h50

A Comissão Disciplinar do Corpo Discente (CDCD) é o órgão colegiado vinculado administrativamente à Diretoria-Geral do campus, responsável por zelar pelo cumprimento do Código de Conduta e Disciplina do Corpo Discente do IFMG-Campus Betim. 

Conheça o Código de Conduta e Disciplina do Campus Betim.

Membros (Portaria 11/2014)

  • Nádia Helena Braga - Presidente
  • Nara Nília Marques Nogueira - Vice-Presidente
  • Sandra Cristina de Medeiros
  • Lucas Carvalho Soares de Aguiar Pereira (Suplente)
  • Pedro Colen Neto (Suplente)
  • Célio Roberto Melillo (Suplente)
  • Marina Lindaura Maranha Contarine
  • Cláudia Motta da Rocha Naves (Suplente)
  • Gabriela de Lima
  • João Pedro Basílio Machado Lisboa (Suplente)

 

Atribuições:

  • I. colaborar na divulgação do Código de Conduta e Disciplina do Corpo Discente para a comunidade acadêmica;
  • II. examinar atos indisciplinares graves ou atos infracionais cometidos por discentes do IFMG-Campus Betim, submetidos à sua apreciação por quaisquer servidores e/ou órgãos da instituição, salvo aqueles de competência privativa de outros órgãos, assim definido em regulamento próprio;
  • III. deliberar sobre todos os casos mencionados neste Código que sejam de sua competência ou em outros em que sua atuação seja solicitada;
  • IV. emitir decisões e pareceres sobre atos indisciplinares graves ou atos infracionais apurados e zelar pela aplicação das medidas socioeducativas prescritas;
  • V. encaminhar às autoridades competentes, em conjunto com a Direção-Geral do campus, os casos que constituam infrações previstas em lei;
  • VI. analisar recursos interpostos contra suas próprias decisões;
  • VII. examinar a ocorrência de atos indisciplinares graves ou de atos infracionais cometidos por discentes fora dos limites do campus, bem como quaisquer outras situações que comprometam a imagem do IFMG;
  • VIII. encaminhar à Direção-Geral o relato de casos que envolvam conduta indevida de servidor para apuração em comissão própria.