Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Equipe do Campus Betim visita centro de inovação do Magazine Luiza
conteúdo

Notícias

Equipe do Campus Betim visita centro de inovação do Magazine Luiza

publicado: 11/12/2017 10h04, última modificação: 11/12/2017 10h04

A professora Michelle Mendes e os estudantes Cleiton Alves e Mileny Gomes realizaram uma visita ao Centro de Inovação do Magazine Luiza, o Luiza Labs. Os três representaram a equipe Sócioprinter, projeto classificado em primeiro lugar na primeira etapa da II Olimpíada de Inovação do IFMG.

A professora Michelle explicou durante a visita conheceram o departamento de desenvolvimento de novas tecnologias para solucionar problemas do varejo e tiveram a oportunidade de conversar com a presidente do Conselho Administrativo do Magazine Luiza, a senhora Luiza Helena, que relatou alguns dos desafios enfrentados. A professora Michelle destacou que a experiência permitiu aprender e se inspirar, pois vários conhecimentos poderão ser aplicados pela equipe no desenvolvimento do protótipo.

A estudante Mileny destacou o aprendizado durante a visita e a oportunidade de  “unir o que aprendemos ao longo do curso técnico com a sua aplicação no mercado. A experiência foi única e gratificante, foi um momento de diálogo muito produtivo para a construção de conhecimentos e percepções”. O estudante Cleiton explicou que as orientações e dicas obtidas durante essa experiência serão aplicadas no desenvolvimento do protótipo nos próximos meses.

Equipe Sócioprinter: Cleiton de Oliveira Alves, Gabriel Costa Silva Sales, Gabriellen Faria dias da Silva, Mileny de Abreu Gomes e Roberta Carolina Pereira Martins. Orientador: Michelle Mendes Santos


Olimpíada de Inovação:

A Olimpíada de Inovação é uma competição entre estudantes do IFMG, que visa estimular o trabalho em equipe, a criação de negócios, processos, produtos, serviços e soluções inovadoras de impacto social e econômico, bem como promover a prática da inovação e a difusão da cultura empreendedora.

Cada equipe é composta por cinco estudantes e um professor orientador. A competição é realizada em duas fases. Na primeira, seis equipes são classificadas de acordo com a avaliação do projeto, quanto a critérios como capacidade técnica e de implementação, viabilidade econômica, inovação, etc. As equipes classificadas na fase I recebem apoio financeiro de até R$4.000,00 para desenvolvimento do projeto. Já na segunda fase, é realizada a defesa do projeto perante comissão organizadora, que avaliará o potencial mercadológico e empresarial da solução, o impacto social, entre outros aspectos. Os dois melhores projetos recebem premiações em dinheiro.