Você está aqui: Página Inicial > Cursos > Superior
conteúdo

Superior

por alex.andrade publicado 26/08/2020 20h00, última modificação 13/11/2020 17h31

Turno: Integral                         Duração: 10 semestres / 5 anos                         Vagas: 40 / por ano

Ingresso: Processo seletivo por nota do Enem, SisU, Transferência Interna e Externa e Obtenção de novo título

Normas de utilização, funcionamento e segurança dos laboratórios de formação específica

 Normas de utilização, funcionamento e segurança dos laboratórios de formação básica  


Apresentação

O funcionamento do campus foi autorizado por meio da Portaria nº 1074 de 30 de dezembro de 2014, expedida pelo Ministro de Estado da Educação, publicada no Diário Oficial da União.

O curso de bacharelado em Engenharia Elétrica do IFMG Campus  Avançado Ipatinga foi criado por meio da Resolução nº 018/2017 de 06 de julho de 2017, expedida pelo Conselho Superior do IFMG (CONSUP/IFMG).

O curso tem como foco promover a capacitação do futuro profissional para identificar, formular, planejar e coordenar projetos e serviços na área da Engenharia Elétrica; projetar sistemas, componentes ou processos elétricos para atender a requisitos específicos; compreender detalhadamente os processos de geração, transmissão e distribuição de energia elétrica. Com isso, o profissional estará apto a atuar na expansão do sistema elétrico nacional, nas áreas de Eletricidade Aplicada e Equipamentos Eletroeletrônicos, Eletrotécnica e Controle e Automação.

Com o currículo flexibilizado, e que considera a interdisciplinaridade, permite que cada estudante amplie as suas opções tornando-se um engenheiro eletricista com todo o percurso que envolve a energia elétrica, da geração, passando pelo processamento e chegando à transmissão.

 

Objetivos

Objetivo geral:

Formar recursos humanos qualificados com formação superior, mantendo um padrão de referência que responda aos grandes desafios científicos e tecnológicos para os setores ligados à Engenharia Elétrica; com uma visão ética e humanista, com base nas políticas nacionais, nos diagnósticos de necessidades e prognósticos de oportunidades para as indústrias em geral. Assim, propiciar ao aluno a formação de engenheiro eletricista, de forma abrangente, de modo a ampliar sua capacidade de ação e reflexão crítica sobre o mundo em que vive, por meio da formação profissional em uma perspectiva cidadã, criando condições para o ingresso no mundo do trabalho e/ou para a vida.

Objetivos específicos:

O curso de bacharelado em Engenharia Elétrica do IFMG Campus Avançado Ipatinga vem suprir uma demanda da região, e tem como objetivos específicos: 

  • Capacitar o aluno a compreender, problematizar, intervir e transformar criticamente seu contexto de atuação;
  • Oportunizar o desenvolvimento de habilidades para pesquisa e extensão em Engenharia Elétrica e suas tecnologias;
  • Estabelecer e consolidar parcerias com os demais cursos do Campus por meio de ações e estratégias comuns ligadas ao ensino, à pesquisa e à extensão;
  • Formar profissionais conscientes da sua responsabilidade profissional e social, qualificados para atuarem na área da engenharia Elétrica;
  • Implementar novas possibilidades práticas para a resolução de problemas tecnológicos regionais, contribuindo para o crescimento econômico da comunidade e fortalecimento das políticas de tecnologia;
  • Implementar e apoiar projetos científicos que prezam pela interdisciplinaridade e que apresentam relevância social, regional e técnico-científica;
  • Orientar e motivar a criação, apoiar o funcionamento e estimular a expansão de núcleos de desenvolvimento tecnológicos;
  • Compartilhar o conhecimento gerado com a comunidade regional, possibilitando a inserção desta na vida acadêmica;
  • Propiciar aos discentes condições de se tornar, além de um profissional bem formado, um cidadão com conhecimento da realidade atual de seu país e das medidas a serem adotadas na promoção do bem-estar de nossa sociedade;
  • Desenvolver estratégias de ação colaborativa entre setor privado, setor público e terceiro setor que estabeleçam a perspectiva do IFMG como agente de um projeto regional;
  • Estabelecer parcerias de pesquisa, ensino e extensão com os setores produtivos locais;
  • Incentivar o contato com manifestações culturais locais, nacionais e internacionais produzindo conexões entre o local e o global.
  • Avaliar os impactos e a viabilidade técnica, econômica, social e ambiental das atividades de engenharia.
  • Formar um profissional especializado com habilitação nas áreas vinculadas a Engenharia Elétrica visando atender as necessidades do mercado de trabalho regional e nacional.

 

Perfil profissional

O curso de bacharelado em Engenharia Elétrica do IFMG Campus Avançado Ipatinga visa suprir as seguintes competências:

  • Formar um profissional generalista, que atenda as necessidades do mercado regional e nacional;
  • Oferecer habilidades em Controle e Automação e em Eletrotécnica, vocação da região;
  • Fornecer embasamento sólido que permita ao aluno dar prosseguimento a seus estudos em pós-graduação;
  • Desenvolver competência para atuar em concessionárias de energia nos setores de geração, transmissão ou distribuição; em empresas de automação e controle, atendendo ao mercado industrial e aos sistemas de automação predial; em projetos, manutenção e instalações elétricas industriais, comerciais e prediais;
  • Atuar na engenharia elétrica com consciência ambiental, projetando sistemas e equipamentos eficientes energeticamente;
  • Atender a legislação profissional, habilitando o graduado a atuar na Engenharia Elétrica, com atribuições condizentes com as Resoluções do CONFEA – Conselho Federal de Engenharia e Agronomia.
 

Além disso, deverá ser capaz de:

  • Ter visão holística e humanista, ser crítico, reflexivo, criativo, cooperativo e ético e com forte formação técnica;
  • Estar apto a pesquisar, desenvolver, adaptar e utilizar novas tecnologias, com atuação inovadora e empreendedora;
  • Ser capaz de reconhecer as necessidades dos usuários, formular, analisar e resolver, de forma criativa, os problemas de Engenharia;
  • Adotar perspectivas multidisciplinares e transdisciplinares em sua prática;
  • Considerar os aspectos globais, políticos, econômicos, sociais, ambientais, culturais e de segurança e saúde no trabalho;
  • Atuar com isenção e comprometimento com a responsabilidade social e com o desenvolvimento sustentável.

 

Mercado de trabalho

O Engenheiro Eletricista pode trabalhar em diversas áreas, como segue abaixo:

  • Empresas de geração, transmissão e distribuição de energia
  • Agências Reguladoras
  • Empresas de consultoria
  • Pequenos empreendimentos de base tecnológica
  • Fabricantes de equipamentos eletro-eletrônicos industriais
  • Fabricantes de equipamentos elétricos de potência
  • Pesquisa e desenvolvimento
  • Instituições de ensino, mediante formação requerida pela legislação vigente.

 

Atuação e atribuição profissional

A Resolução do CONFEA nº 218 de 29 de julho de 1973 estabelece o exercício profissional do Engenheiro Eletricista e o desempenho das atividades referentes à geração, transmissão, distribuição e utilização da energia elétrica; equipamentos, materiais e máquinas elétricas; sistemas de medição e controle elétricos; seus serviços afins e correlatos, como segue:

  • Supervisão, coordenação e orientação técnica;
  • Estudo, planejamento, projeto e especificação;
  • Estudo de viabilidade técnico-econômica;
  • Assistência, assessoria e consultoria;
  • Direção de obra e serviço técnico;
  • Vistoria, perícia, avaliação, arbitramento, laudo e parecer técnico;
  • Desempenho de cargo e função técnica;
  • Ensino, pesquisa, análise, experimentação, ensaio e divulgação técnica; extensão;
  • Elaboração de orçamento;
  • Padronização, mensuração e controle de qualidade;
  • Execução de obra e serviço técnico;
  • Fiscalização de obra e serviço técnico;
  • Produção técnica e especializada;
  • Condução de trabalho técnico;
  • Condução de equipe de instalação, montagem, operação, reparo ou manutenção;
  • Execução de instalação, montagem e reparo;
  • Operação e manutenção de equipamento e instalação;
  • Execução de desenho técnico.