Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Campus Sabará apresenta artigo sobre modelos epidemiológicos do Coronavírus
conteúdo

Acontece nos Campi

Campus Sabará apresenta artigo sobre modelos epidemiológicos do Coronavírus

Artigo foi apresentado durante o 8º Encontro Nacional de Computação dos Institutos Federais e teve como base os casos de coronavírus em Belo Horizonte.
publicado: 27/07/2021 15h26, última modificação: 27/07/2021 15h30

Números, estatísticas e modelos epidemiológicos. Desde que a Organização Mundial de Saúde (OMS) decretou em 11 de março de 2020, situação de emergência de saúde pública internacional por conta do novo coronavírus (Sars-cov-2), cientistas e pesquisadores têm traçado modelos epidemiológicos para compreender e mapear o desenvolvimento da doença, assim como, medidas para contê-la e ações de controle de transmissão.

No Brasil, por exemplo, o primeiro caso de Covid-19 foi registrado em 26 de fevereiro de 2020. E instigados pelo avanço da doença em Belo Horizonte, os estudantes Gabriel Alan, Gustavo Yallen e Matheus Saliba, do Campus Sabará, curso Sistemas de Informação, apresentaram o artigo “Análise de Modelos Epidemiológicos para a COVID-19: Um Estudo de Casos de Belo Horizonte-MG durante a Pandemia de 2020”, durante o 8º Encontro Nacional de Computação dos Institutos Federais (EncompIF), evento virtual realizado em paralelo com o XLI Congresso da Sociedade Brasileira de Computação, em Florianópolis. 

O artigo teve a orientação do professor Carlos Alexandre Silva e, coorientado pela professora Lillia Barsante, da Secretaria Municipal de Educação de Sabará. A proposta do trabalho foi modelar os dados oficiais da doença registrados em Belo Horizonte durante o período compreendido entre abril a dezembro de 2020. Os modelos epidemiológicos utilizados para comparação foram o SEIR (Suscetível–Exposto–Infectado–Removido/Recuperado) e o SIQR (Suscetível–Infectado–Quarentena–Removido/Recuperado) seguindo a evolução da pandemia na cidade.

Segundo o artigo, os modelos epidemiológicos auxiliam no entendimento sobre a propagação de doenças e quais medidas os gestores públicos podem adotar para conter a disseminação de um vírus. 

O estudante Gabriel Alan, um dos autores do estudo, ressaltou sua satisfação pessoal em representar o Campus Sabará em um evento nacional. “Participar da 8ª edição do EncompIF foi uma experiência ótima para meu currículo, além de ser uma conquista pessoal, pois é o segundo artigo que tive a oportunidade de apresentar representando o IFMG Campus Sabará como aluno do curso de Sistemas de Informação em um evento que reuniu estudantes do ensino médio/técnico, da graduação e pós-graduação nos eixos que envolvem tecnologia e computação”, disse ele sobre as oportunidades acadêmicas que o Campus têm oferecido.

CLIQUE AQUI para acessar o trabalho na íntegra