Você está aqui: Página Inicial > Notícias > IFMG avança na implementação do PNAE nos Campi
conteúdo

Notícias

IFMG avança na implementação do PNAE nos Campi

publicado: 03/10/2019 14h55, última modificação: 04/10/2019 14h53

Equilíbrio é a palavra-chave para manter uma vida saudável e, consequentemente, garantir qualidade de vida em tempos tão frenéticos. Desde 2018, o Instituto Federal de Minas Gerais (IFMG) tem investido na merenda escolar por meio do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE). O Campus São João Evangelista foi o pioneiro na implantação do programa com produtos oriundos da agricultura familiar.

Com espaços adequados para a distribuição da alimentação escolar, a Reitoria, após a conclusão de processo licitatório, adquiriu 11 freezers para estruturar o PNAE nos campi do IFMG. Os campi Arcos, Betim, Conselheiro Lafaiete, Formiga, Governador Valadares, Ibirité, Ipatinga, Itabirito, Piumhi, Ponte Nova e Sabará já receberam os novos equipamentos. As outras unidades: Bambuí, Congonhas, Ouro Branco, Ouro Preto, Ribeirão das Neves, São João Evangelista e Santa Luzia já dispunham do material. 

Além do campus São João Evangelista que já oferece três refeições ao estudantes, os campi Bambuí, Ouro Branco, Ribeirão das Neves já oferecem um lanche. O cardápio, elaborado pelas nutricionistas do IFMG é composto por frutas, iogurtes, barra de cereal e/ou biscoito, pães e/ou bolacha de queijo.

O diretor de Assistência Estudantil, Paulo César Lourenço da Silva, destacou a importância da alimentação escolar e seus impactos na vida acadêmica. “ A implementação de um programa de alimentação escolar consiste num dos pilares determinantes para que os nossos estudantes concluam o seu processo formativo no  de maneira exitosa”, disse ele sobre as políticas estudantis da instituição que reforçam a permanência e o êxito do estudante nos campi IFMG.

Nutricionistas acompanham o Programa

Uma das preocupações da instituição é com a segurança alimentar e nutricional dos estudantes. Por isso, as nutricionistas do IFMG têm percorrido os campi com visitas técnicas para avaliar os locais onde os alimentos serão armazenados, higienizados e distribuídos. Os espaços serão padronizados e as equipes locais serão treinadas para executar o programa de acordo com as diretrizes propostas pelo PNAE. 

Recentemente, a professora Maitê Costa da Silva passou a fazer parte da equipe da Assistência Estudantil. Com ampla experiência em Ciências da Saúde e Nutrição, com ênfase em Políticas Públicas, a profissional já atuou na execução e no monitoramento da merenda escolar em âmbito municipal e, atualmente, contribuirá na gestão do PNAE no âmbito do IFMG. 

Orçamento Federal

O Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) é gerenciado pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), sendo considerado um dos maiores programas na área de alimentação escolar no mundo. O Governo Federal repassa R$ 1,07 por dia letivo para cada aluno do Ensino Integral, tal valor visa atender a demanda nutricional dos estudantes. 

O IFMG está avançando na implantação do PNAE ao ofertar um lanche gratuito a todos os estudantes dos cursos técnicos integrados. O objetivo é ampliar o programa a todos os campi da instituição e promover uma alimentação adequada e saudável. 

Inovação Tecnológica

O Campus Ouro Branco inovou na divulgação do cardápio da merenda escolar ao usar o aplicativo chamado Even3, onde os estudantes se inscrevem, recebem um QR Code e tem acesso ao que será ofertado naquela semana, além de acompanhar a contagem de refeições fornecidas.

Uma das vantagens do aplicativo é que o quantitativo de refeições pode ser mensurado naquele período, evitando assim, o desperdício ou excesso de produtos ofertados.