Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Língua Brasileira de Sinais amplia acesso da comunidade surda ao Instituto
conteúdo

Notícias

Língua Brasileira de Sinais amplia acesso da comunidade surda ao Instituto

publicado: 21/12/2016 13h10, última modificação: 21/12/2016 13h10

Alunos Libras_2Quinta-feira, fim de tarde. Aos poucos, eles chegam e já vão se entrosando, conversando entre si e com os intérpretes de Língua Brasileira de Sinais (Libras). Duas vezes por semana, o Campus Itabirito recebe essa turminha especial: são oito alunos surdos, de escolas públicas da região, que participam de aulas de Matemática na unidade (ao lado). O diferencial? As atividades são ministradas em Libras por Filipe Brison, estudante de Engenharia Elétrica do Campus e que também é surdo.


O projeto é representativo das ações que o Instituto tem promovido com vistas a facilitar o acesso da comunidade surda à educação. Para os participantes, mais que aprender matemática, trata-se de uma oportunidade de convivência e de inclusão. Alunos matemática Libras_1

“Já ministramos aula sobre o impeachment, as Olimpíadas... A comunidade surda muitas vezes fica alheia aos grandes temas que permeiam a sociedade”, conta o intérprete de Libras Paulo Mendanha, idealizador da iniciativa ao lado da professora de Matemática Adriana Almeida. “Lecionar para alunos surdos permite ajudá-los a ter conhecimento de mundo. A maioria deles estão isolados, sem contato com a comunidade surda”, completa Filipe Brison. Segundo ele, o projeto proporciona inclusão social e ajuda no desenvolvimento deles em um nível que ultrapassa o rendimento escolar e envolve a vida pessoal.

Em Ribeirão das Neves, coube também à interprete de Libras Débora Goulart se empenhar para trazer para a unidade o curso Graduação em Letras/Libras da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Mais de 500 candidatos concorreram às 60 vagas disponíveis no bacharelado e na licenciatura. “Os olhares da comunidade surda mineira estão sobre o IFMG, pois a única oferta no Estado foi em 2008”, avalia Débora.

Ministração do cursoAtividades do curso de Letras/Libras em Ribeirão das Neves

Acessível
Atualmente, o IFMG tem alunos surdos em Ouro Preto e Itabirito, além de uma professora surda, também em Ouro Preto. “A partir da existência dos docentes e dos intérpretes, a demanda tem aparecido”, explica a coordenadora do Núcleo de Atendimento às Pessoas com Necessidades Educacionais Específicas (Napnee), Delaine Sabbagh. O intérprete da Reitoria, Gilberth Santos, destaca a importância de explicitar, nas comunicações, o sinal de acessibilidade em Libras. “Quando o surdo vê a logo de acessibilidade, sabe, imediatamente, que a instituição o atende”, afirma.

Com isso em mente, Gilberth criou um e-mail exclusivo para responder às dúvidas de surdos que tenham interesse em entrar em contato com o IFMG. As mensagens são respondidas pelo intérprete, respeitando as construções gramaticais próprias da comunidade.

Ampliação
Segundo Delaine, uma das ações mais importantes, recentemente, foi a expansão do número de intérpretes no IFMG. Aos sete profissionais que hoje atuam devem se juntar outros nove. Além de atender diretamente à comunidade surda, os intérpretes dos campi promovem ações locais, como cursos de Libras gratuitos, ofertados via projetos de extensão.

Da interação entre os intérpretes locais e a equipe da Reitoria surgem oportunidades de trabalhar novas propostas. Gilberth acrescenta que o Instituto também tem procurado oferecer tradução simultânea em todos os eventos – foi o caso da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, realizada recentemente em Belo Horizonte, em que o estande do IFMG foi o único a contar com intérprete de Libras durante todo o tempo.

Acessível em LibrasCampi que possuem intérpretes
Betim, Formiga, Itabirito, Ouro Preto, Ribeirão das Neves, Santa Luzia, Reitoria.

Como quero ser chamado?
Não é adequado se referir às pessoas como “surdo-mudo” ou “deficiente auditivo”. O termo utilizado pela comunidade é “surdo”.

Para aprender
- Aplicativos:
• Hand Talk
• VLibras
- Cursos online:
www.unintese.com.br
www.feneis.org.br

Contato
librasduvidas.proen@ifmg.edu.br: criado exclusivamente para atender a comunidade surda do IFMG.

Aluno Libras_FilipeApoio para o futuro
“Na escola onde estudo as aulas de matemática são ministradas em língua portuguesa, o que me atrapalha muito na compreensão dos conceitos e regras. O curso melhorou a minha comunicação em Libras e tornou o aprendizado da matemática uma coisa fácil. Tenho certeza de que vai me ajudar, também, no futuro, quando eu for conseguir um trabalho, e na minha vida pessoal.”

Filipe Siqueira, aluno do 9º ano do ensino fundamental em Itabirito